quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Insólitos...


...ou talvez não...

Procurar ofertas de emprego* através da net tem destas coisas, por vezes dá-me vontade de rir...por vezes dá-me vontade de chorar...outras nem dá para acreditar.

- Pedem o 12º ano para distribuir publicidade porta-a-porta (é só meter na caixa do correio)
- Pedem transporte próprio a um comercial mas só pagam o ordenado mínimo nacional
- Pedem boa apresentação para estar num call center a fazer inquéritos por telefone

E estes são só alguns exemplos do que encontrei nos últimos dias.

*emprego ou trabalho? 
Se disser que procuro emprego há quem pergunte se não quero trabalhar porque associam a palavra ao oposto de trabalho, ou a um "tacho"...e parece mal não é? devemos dizer trabalho porque dá a sensação de que se arregaça as mangas e faz-se tudo e tudo? ou devemos dizer que queremos ser remunerados a troco de emprego ou trabalho? Porque na realidade não é isso que procuramos? 



Beijos/ A Mãe

8 comentários:

  1. Ai Mãe!
    Hoje estou mesmo em dia não, o que eu já procurei trabalho, hoje e nem posso acreditar tb no que pedem, essa de distribuir publicidade e é preciso ter 12º ano, é um horror. Hoje estou em modo off, e já chorei, farta desta vida, pus os papeis no dia 2/9 e chega ao dia 23, dia em que a segurança social paga os miseros poucos euros de subsidio desemprego subsequenteque recebo, recebia mais e descontaram-me 10%, nem sei, mas nada recebi e para o mês que vem, vou pagar as minhas coisas com o que dinheiro. O GOVERNO É O CULPADO DISTO TUDO, DE NÓS QUE PRECISAMOS ANDARMOS A TENTAR DE TUDO PARA ARRANJAR TRABALHO E JÁ DIZEM QUE SOMOS VELHAS PARA TRABALHAR, TRISTE, MUITO TRISTE... DESCULPE O DESABAFO. Desejo-lhe boa sorte. bjs
    http://ocantinhodasnia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sónia não tens que pedir desculpa, desabafa o que quiseres, estás a vontade. Eu já desabafei, já ri, já chorei, já fiquei em silêncio do tipo "mundo à parte"...só trabalhei 7 meses no último ano e só tenho direito (pelas minhas contas) a 18 dias de subsídio. O meu marido continua desempregado e estarem sempre a dizer nas notícias que apoiam casais no desemprego é uma boa treta, é só pra quem recebe menos de 600€. Nem subsídio na escola tenho para os meus filhos!
      Tens razão quando dizes que somos velhas para trabalhar, até para a maior parte das formações remuneradas...é muito triste mesmo...é o país que temos...
      Boa sorte para ti também!

      Beijos/ A Mãe

      Eliminar
  2. Isto cada vez está melhor é a única coisa que digo =S

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Essa do 12º para distribuir publicidade é que me matou =( Eu desejo te tanta, tanta sorte :( Não desistas :)

    ResponderEliminar
  4. Há coisas que não se percebem! Enfim...

    ResponderEliminar
  5. Não se percebe mesmo...
    Eu sou do tempo em que se agarrava no jornal e se tinha várias escolhas de emprego/trabalho...
    Desejo-te muita sorte mesmo.

    ResponderEliminar
  6. Também estou no mesmo barco ... e é tão triste ... no centro de emprego sinto-me tratada como um verme parasita da sociedade, eu quero trabalho, emprego ... qualquer coisa que me ponha a mexer, que me dê retorno e dignidade. Não me apetece ser explorada, e as ofertas que tenho tido são isso mesmo, exploração, enquanto puder recusa-las, recuso, quando o dinheiro começar a fazer falta ... logo se vê
    bjs

    ResponderEliminar
  7. É o retrato do país que temos. Apanha-se cada coisa, entre entrevistas de emprego que dá vontade de dizer está a falar a serio ou a testar-me a paciência?!
    Entre esta inscrita no centro de emprego não esta? E á mais de 6 meses? É que iremos chamar por lá.. Então e centro de emprego não pode chamar logo as pessoas?..

    Bem, daria um livro..

    ResponderEliminar

No feriado...

...fomos ao parque. Esteve sol e calor e depois do almoço fomos até ao parque. Acabámos por ficar pouco tempo porque levantou-se um v...